Fagote – Elione Medeiros (RJ)

Nascido em 09 de setembro de 1953 em Recife,  Pernambuco. Começou seus estudos musicais aos 16 anos de idade na  Escola de Belas Artes de Recife com o professor de fagote e regente, Mário Câncio.

Já em  Brasília em 1975 estudou com  Helman Jung, fagotista da Orquestra Sinfônica de Bamberg. Depois, em 1978  na UNB foi  aluno do professor e fagotista Hary Schweizer.

Em Brasília, teve várias participações como solista e camerista; foi membro fundador da Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional.

Foi solista da OSTM Orquestra Sinfônica do Teatro Municipal do Rio de Janeiro e membro do  Quinteto Villa-Lobos, onde permaneceu por 17 anos. Graduou-se em Bacharel em fagote pela UFRJ sob a orientação artística do professor,  Noël Devos.

Foi primeiro fagote solo da OSN-UFF Orquestra Sinfônica Nacional da Universidade Federal Fluminense, a década de 80 foi membro da  Orquestra Filarmônica Mundial sob a regência de Lorin Maezel e também da Orquestra Os Solistas de Sofia (Bulgária) no Rio de Janeiro e em Vitória do Espírito Santo.

Em 1987, no centenário de nascimento do compositor Heitor Villa-Lobos realizou  com o Quinteto Villa-Lobos vários recitais de câmera em Paris.

É professor de fagote e  Música de Câmera da Uni-Rio Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro. É Mestre  em fagote pela UFRJ.

Participou como professor e recitalista o Primeiro Encontro de fagotes do Nordeste em 2000, realizado no Conservatório Pernambucano de Música em Recife. Coordenado pelo professor de fagote Waldir Caires. No mesmo atuou como professor e recitalista no II festival de Música de Câmera na Paraíba.

Ainda em  2000 Foi convidado como intérprete de música brasileira para fagote no IDRS ( Congresso Internacional de Palhetas Duplas) realizado em Buenos Aires. Depois fui convidado para  ser chefe de naipe e primeiro fagote solo da OPES Orquestra Petrobrás Sinfônica. Nesse mesmo ano foi professor e recitalista do Primeiro Festival Internacional de Natal, RN

Participou da coordenação artística do FMCC – Festival de Música de Câmera de Curitiba -, atuando como professor e recitalista nas versões 1999 e 2001.

Na Semana França Brasil fez várias apresentações de música barroca brasileira em Paris e outras cidades francesas. Nesse mesmo ano esteve em Caracas (Venezuela) para ministrar aulas de fagote no FENOSJIV (Festival Nacional de Orquestras Jovens da Venezuela.

Apresentou-se como recitalista na Embaixada do Brasil em Berlin (alemanha), executando obras brasileiras para fagote.

Gravou  CDs com conjunto de câmera ou solo: CD “Piazzolando” com o Quinteto Villa-Lobos (1991);  em 1994 O CD “Morada dos Ventos” com obras de Angelica Faria, dedicada com obras dedicadas. Em 2005 tive participação no CD “Marcas d’água” do clarinetista Cristiano Alves em: Fantasia Concertante de Villa-Lobos. Em 2007 gravou como solista o CD Valsas Brasileiras para fagote 16 Valsas para fagote solo de Francisco Mignone, com o apoio da Petrobrás.

Tem diversas participações em CDs orquestrais, com a Sinfônica de Minas Gerais sob a batuta do Maestro Fabio Mecheti, com a Orquestra Filarmônica Mundial sob a regência  de Lorin Maazel. Também com a OPES sob a regência Roberto Tibiriçá e Isaac Karabtchevsky, na OSTM (Orquestra Sinfônica do Teatro Municipal, com o Maestro Mario tavaresSilvio Barbato.

É frequnetemente convidado para  festivais de férias de Londrina, Paraná e de Brasília, DF.

Ministra aulas de fagote no projeto Música nas Escolas de Barra Mansa, atuando até hoje nesse sentido

Apresententou-se em New York e New Jersey com a peça múltimidia Fluxos, envolvendo música, dança e cinema. Na cidade de New York apresentou palestra e recital sobre as obras de Francisco Mignone para fagote.

Convidado pela embaixada do Brasil esteve em Hanoi (Vietnam) onde apresentou-se em recitais com grupos de colegas da Uni-Rio e ministrou master-class para alunos do Conservatório de Música de Hanoi.

Tem feito estréias mundiais de obras para fagote escritas por compositores  brasileiros em Bienais da música Brasileira e atividades universitárias

Atualmente é  primeiro fagote solo da OPES (Orquestra Petrobrás Sinfônica),  e  Professor de fagote e Música de Câmera da UNIRIO.

Desde 2006 participa como professor de fagote e  Música de Câmera e recitalista do MIMO, Mostra Internacional de Música de Olinda, Recife, organizado pela Produtora cultural Lu Araujo.

Desde 2009 participa do curso de extensão promovido pela professora Laura Rónai, como professor e membro da Orquestra Barroca Unirio, participando de diversos recitais no Rio de Janeiro.

Em 2010 foi solista com a Camerata Quantz, por várias veze,excursionando pelo interior do Estado do Rio de Janeiro interpretando os concertos de Vivaldi para fagote, continuando esse mesmo trabalho em 2011.

Anúncios

Os comentários estão desativados.

%d blogueiros gostam disto: